Você está em: Portal Diabetes > O Diabetes na Família > O Diabetes em Mulheres > O diabetes pode afetar o meu bebê?

O diabetes pode afetar o meu bebê?

Começar uma família e planejar uma gravidez são decisões importantes a qualquer momento, mas quando você tem diabetes, planejar a sua gravidez é ainda mais essencial. As mulheres se preocupam que o diabetes possa afetar a saúde do bebê. Elas também se preocupam que seu bebê possa nascer com ou desenvolver diabetes.

Mamãe saudável, bebê saudável

Enquanto a saúde da mulher for boa — incluindo a ausência de complicações relacionadas ao diabetes, tais como problemas nos olhos, rins ou cardíacos — não há nenhuma razão médica para uma mulher com diabetes não poder ter um bebê. Diabetes não afeta a fertilidade. A saúde de um bebê nascido de uma mulher com diabetes é determinada, principalmente, pela saúde da mãe imediatamente antes da concepção e durante o primeiro trimestre da gravidez. O controle do diabetes é uma parte crítica da saúde da mulher.

Controle do açúcar no sangue

O controle do açúcar no sangue é vital antes de se tentar a concepção e durante a gravidez. O controle ideal do açúcar no sangue durante o primeiro trimestre é crítico, quando os órgãos do bebê e a medula espinhal estão em desenvolvimento, reduz o risco de defeitos congênitos no bebê. Mulheres com bom controle do açúcar no sangue não estão mais propensas a sofrer complicações, como aborto e morte fetal, do que as mulheres na população em geral — mas as complicações aumentam quando o açúcar no sangue é mal controlado.

Planejando sua gravidez

Os especialistas aconselham o seguinte quando você está pensando em engravidar:

  • Comece a planejar com seu médico pelo menos três meses antes de tentar engravidar: Sua equipe médica provavelmente vai se expandir para incluir um endocrinologista (se você ainda não tiver um) e um obstetra. Sua assistência médica será mais intensa antes e durante a gravidez, com acompanhamento mais rigoroso da glicemia, mais exames, principalmente de seus olhos e rins, e ultrassonografias frequentes.
  • Faça um controle ideal do diabetes: A manutenção de uma glicemia ideal (geralmente entre 4,0 e 7,0 mmol/L (72 a 126 mg/dL) antes das refeições, e entre 5,0 e 10,0 mmol/L (90 a 180 mg/dL) após as refeições), é importante, e uma hemoglobina glicada HbHbA1C<7% ajuda a prevenir abortos.
  • Tome suplementos adequados: Um suplemento de ácido fólico, 0,4-1,0 mg diariamente antes da concepção, ajuda a prevenir certos tipos de defeitos congênitos, e um multivitamínico pré-natal pode ajudar a garantir que você obtenha os micronutrientes que você e seu bebê precisam.

A gravidez e o parto são momentos verdadeiramente emocionantes na vida de uma mulher. Você pode controlar seu diabetes de forma ideal com a ajuda e o apoio de sua equipe de diabetes, de modo que você possa concentrar sua atenção em apreciar este momento emocionante e lidar com as demandas da gravidez.

Fontes:

1. Barwise, K. Type 1 Diabetes and pregnancy: one mother’s story. Disponível em http://www.diabetes.ca/. Acessado em 25 de junho, 2010.

2. Pregnancy with type 1 or type 2 diabetes. Diabetes Health Centre: Pregnancy. http://www.womenshealthmatters.ca/centres/diabetes/pregnancy/type12.html. Acessado em 25 de junho, 2010.

3. Canadian Diabetes Association 2008 clinical practice guidelines for the prevention and management of diabetes in Canada. Can J Diabetes 2008:32(Suppl 1):S30.