Você está em: Portal Diabetes > Entenda o Diabetes > Glicose Sanguínea > Verificação da Glicose Sanguínea

Verificação da Glicose Sanguínea

Muitas pessoas pensam que podem dizer quão alta está a sua glicose sanguínea de acordo como se sentem, porém, o único meio de saber com certeza é testá-la. Pesquisas mostram que manter a glicose sanguínea em uma variação alvo aceitável pode ajudar a evitar as complicações associadas com o diabetes. Os alvos recomendados para glicose sanguínea são de 90 a 130 mg/dl antes das refeições e menos de 180 mg/dl 2 horas após o início de uma refeição.

O que é a verificação de glicose sanguínea?

O corpo produz glicose a partir de alimentos que você consome que contenham açúcares e amidos, porém, o diabetes altera o modo como seu corpo controla a glicose sanguínea. Os níveis de glicose também são afetados por outros motivos, tais como, atividade física, alterações em medicação (comprimidos / insulina), doença e estresse.

Um teste de glicose no sangue é realizado utilizando um medidor de glicose sanguínea, às vezes chamado de monitor de glicose sanguínea. Um teste de glicose sanguínea lhe diz quanta glicose está em seu sangue em determinado momento. O teste é simples, basta inserir uma tira de teste no monitor, puncionar a lateral do dedo com um lancetador, encostar a gota de sangue na tira de teste para ser absorvida e aguardar alguns segundos para ver o resultado. Certifique-se de sempre lavar suas mãos antes da verificação.

Por que testar a glicose em seu sangue?

Testar a sua glicose sanguínea lhe fornece um controle e indica quando as alterações ocorrem. Ao fazer regularmente o autoteste, registrando seus resultados e os analisando com seu médico, você aprenderá a adequar seu controle do diabetes e ajudará a manter sua glicose sanguínea dentro dos parâmetros recomendados.

Quando testar?

Você deve discutir o momento e a frequência de verificação com seu médico. Realizar frequentemente mostrará suas tendências gerais de glicose sanguínea para que você e seu médico possam ver quão bem estão seu tratamento e seu controle e onde ajustes podem ser úteis.

Fontes: Medicine Net, American Diabetes Association